Brazil

Pacto Mundial Consciente Brasil se manifiesta por el Yasuní en el mundo

Posted on Actualizado enn

534258_630791476944360_418171468_n

No Equador vivemos uma perigosa polarização que faz com que nos enfrentemos entre irmãos, devido ao discurso dualista do presidente, que, conforme ficou evidente em muitas ocasiões, não o interessa nem a vida dos povos isolados, nem toda a imensa biodiversidade que habita o Yasuni, de um lado solicitava doações ao mundo para não extrair petróleo do subsolo do acima mencionado Parque Nacional – Reserva Mundial de Biosfera e em parte da Área Intangível – enquanto por outro lado avançava com os processos que permitiriam as atividades petroleiras nestes lugares. A sociedade civil apresentou uma série de alternativas que permitiriam dispor dos fundos que tal extração forneceria, são propostas de menor impacto em populações vulneráveis e, ainda que não erradicassem a pobreza, como argumenta o presidente, evitarão o etnocídio e o genocídio que será a atividade petroleira no Yasuni. Já foram mortos Waoranis e Tagaeris, estes em condições absolutamente inferiores, pois, ao manterem-se isolados, suas armas mais perigosas são lanças de chonta, enquanto seus adversários possuem armas de fogo. O mesmo governo ordenou uma investigação e organizou uma comissão para isso, e agora seus porta-vozes negam a existência dos Tagaeris e Taromenanis. O povo protesta nas ruas e nas praças de suas cidades, e tem sido agredido e reprimido por forças policiais, ameaçados e violentados desde o discurso presidencial em cadeias e sabatinas, assim como por grupos favoráveis ao governo. É um momento em que suas palavras ajudarão a Assembléia, encarregada pelo presidente de declarar a extração de petróleo nesta área protegida como de interesse nacional, a decidir pela vida dos povos isolados e de todas as espécies que habitam o Yasuní, e a decidir dizer NÃO a estas atividades neste espaço de selva equatoriana. É urgente a mobilização para animar todos que anonimamente, sem bandeiras partidárias, movidos unicamente pela defesa do que cremos e daquilo que diz em nossa Constituição e nos Tratados Internacionais assinados pelo Equador com relação aos direitos humanos, em particular sobre povos isolados, bem como para colocar em prática tudo aquilo que mencionamos na Declaração do Pacto Mundial Consciente, por nossa convicção de que seja possível um mundo diferente em que respeitemos todos os animais e a natureza. Quer ajudar-nos? Escreva para: info@yasunidos.org http://www.yasunidos.org